As 10 doenças mais pesquisadas em uma plataforma online de consultas

A Doctoralia divulgou uma lista de doenças mais buscadas por seus usuários em 2018. Fique por dentro de cada uma e se proteja.

A plataforma Doctoralia, muito usada para marcar consultas médicas, também oferece um serviço online de resolução de dúvidas sobre problemas de saúde. E recentemente eles divulgaram uma lista com as dez doenças que mais geraram perguntas em seu site ao longo de 2018.

Confira o ranking:

1. Câncer de estômago

É o terceiro tipo de câncer mais frequente entre homens e o quinto entre as mulheres no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Para fugir dessa encrenca, fique longe do cigarro e controle o peso na balança. Combater a bactéria H. pylori também é uma boa.

No ano passado, SAÚDE noticiou a aprovação do primeiro tratamento por imunoterapia específico para esse câncer no Brasil.

2. Mioma uterino

Apesar de preocupar as brasileiras, o mioma é um tumor benigno e raramente se transforma em câncer. Ele acomete o útero durante a idade fértil de algumas mulheres e provoca sangramentos excessivos ou comprime estruturas próximas, como a bexiga.

Mulheres obesas sem filhos e com histórico de mioma na família devem ficar atentas por serem predispostas ao surgimento da doença, que é diagnosticada em exames ginecológicos de rotina.

3. Depressão

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que mais de 300 milhões de pessoas sofrem com a depressão atualmente. E mais: 5,8% dos brasileiros convivem com o transtorno. É a maior taxa da América Latina.

A boa notícia é que, como a doença entrou no alvo das entidades de saúde, novos estudos para entendê-la, preveni-la e combatê-la têm sido realizados. No início do ano, SAÚDE compartilhou a notícia de que o anestésico cetamina poderá ser usado contra esse distúrbio, em casos que não cedem aos antidepressivos.

4. Fígado gorduroso

A esteatose hepática não alcoólica, popularmente conhecida como gordura no fígado, atinge 30% da população brasileira. Ela é fruto de dieta desregrada e sedentarismo. A coisa piora por ser uma doença silenciosa, levando a um diagnóstico tardio que prejudica o tratamento.

Essa ameaça é tão comum que até foi capa da edição 435 da SAÚDE. Você confere aqui o manual de como eliminar a gordura no fígado.

5. Pólipos do intestino grosso (cólon e reto)

Eis mais um exemplo de tumor benigno. A diferença é que os pólipos – uma espécie de verruga – do intestino grosso merecem atenção especial, pois o risco de virarem um câncer colorretal é significativo.

Para evitar esse perigo, uma opção comum é retirar os pólipos cirurgicamente. Ainda assim, caso o câncer colorretal dê as caras, a probabilidade de cura chega aos 95% quando é descoberto precocemente.

Essa taxa cai drasticamente em casos de diagnóstico tardio. E, infelizmente, boa parte das pessoas nem terminam de fazer os exames que revelam a presença dessa enfermidade, segundo o resultado de uma pesquisa do A.C.Camargo que SAÚDE divulgou.

6. Dor no nervo ciático

O nervo ciático, considerado o maior do corpo humano, começa no quadril e se ramifica até os pés. A dor aparece quando essa região é comprimida, situação que acontece por diferentes razões, de uma grave hérnia de disco ao hábito de sentar com a carteira no bolso traseiro.

Em caso de desconforto na base das costas, não deixe de procurar o médico.

7. Anemia

O cofundador e sócio da Doctoralia, Frederic Llordachs, chamou a atenção para o 7º lugar do ranking, lembrando que existem vários tipos de anemia.

“A mais frequente em todo o mundo é a anemia por deficiência de ferro, que costuma ocorrer em mulheres grávidas que não tomam suplementos desse componente durante a gestação”, pontua.

Um dos nossos colunistas falou sobre essa e outras versões de anemia – confira o artigo aqui.

8. Galactorreia

A produção anormal de leite – a chamada galactorreia –, tanto em homens quanto em mulheres, é fruto do prolactinoma. Trata-se de um tumor benigno que atinge a hipófise, uma região do cérebro responsável por produzir hormônios, como o do crescimento. É lá que que se forma a prolactina, hormônio que ativa a produção de leite no período da gestação.

Se o prolactinoma se forma, o corpo passa a produzir o líquido branco, mesmo quando não há um bebê a caminho. Sim, isso pode acontecer no sexo feminino e no masculino.

9. Nódulo pulmonar

O câncer de pulmão é o que mais mata no Brasil e no mundo. Uma forma de identificá-lo nos estágios iniciais é a visualização de nódulos pulmonares em exames de imagem.

Em boa parte das vezes, porém, eles representam apenas cicatrizes de doenças que já foram curadas no órgão. Quem vai dizer se eles representam algum perigo é o especialista. Mas, se você for fumante ou ex-fumante, vale dar uma investigada.

10. Dermatite

O top 10 da Doctoralia é encerrado por essa doença de pele crônica que afeta 7% da população adulta e 25% das crianças do nosso país, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Marcada por coceira e ressecamento da pele, a dermatite atópica ainda é um tabu por pura falta de conhecimento. Há quem pense que ela é contagiosa, que sinaliza falta de higiene. 

Fonte: Revista Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *